Pensamentos + Problemas Atuais + A Técnica Funcional da Lei de Deus + Ascenções Humanas

Disponibilidade: Imediata

 

Produtos do kit

Ver todos os produtos do kit
Simulador de Frete
- Calcular frete

Numa tarde cindida por tantos separatismos e diante de um amanhã nebuloso, Pietro Ubaldi nos ensina que a história se dirige para a formação da unidade-síntese superior, quando a humanidade deverá atingir um nível de vida mais alto, mais espiritualizado, surgindo, em consequência, uma civilização mais amadurecida. O nosso momento histórico se exaurirá, não com a destruição do homem e do planeta, mas para dor lugar ao nascimento de um novo homem, numa nova terra cristianizada. O autor demostra neste livro que o mundo caminha para as grandes unidades: religiosa, política, econômica, filosófica etc. Cairão as barreiras que hoje dividem os povos, os partidos, as religiões, e as filosofias, cessando os atritos sociais. Examinando com profundeza de conceitos o erro moral de nosso tempo- e suas consequências desastrosas, que levaram a civilização materialista de hoje a uma grande crise – o livro expõe o imperativo da necessidade da comunhão espiritual como condicionante para a maior aproximação entre a criatura e o criador


Tudo é luta na vida. Esta parece querer exprimir se sobretudo em forma de luta, e exercitar desta maneira a sua maior atividade. É a vida uma contínua tensão para vencer em qualquer plano. Nas suas fases mais primitivas, vencer a fera inimiga, na atual fase de vida em sociedade, vencer o próximo a fim de suplantá-lo; no biótipo do superhomem vencer para subjugar e superar as leis inferiores da animalidade e dar ao mundo novas diretrizes. Lutar para vencer, ou seja, para elevar se, ascender, evolver. A lei suprema da evolução toma a forma de luta desesperada, para remir se da dor e do mal e conquistar a felicidade. Esta encontra se escrita e arde perenemente no fundo da alma humana, como um instinto, um anseio inextinguível, um sonho, uma fé, como uma utopia que sabemos fugir longínqua e inatingível, mas na qual o homem é obrigado a crer, contra todas as aparências e dificuldades, até ao desespero. Isto porque, sem tal fé num futuro melhor, mesmo que pareça loucura, não teria o homem mais conforto na fadiga de ascender, nem mais finalidade na sua caminhada, nem luz alguma de esperança no amanhã.


Estou escrevendo em terra brasileira, no Natal de 1955, em São Vicente, sua "cellula mater", três anos após haver desembarcado, a 8 de dezembro de 1952, nesta minha nova pátria. E o faço às vésperas do lançamento de uma segunda Obra, de doze volumes como a primeira. Esta nova Obra pode ser denominada brasileira, em relação a anterior, que foi a italiana. À guisa de conclusão desta, bem como ponte de ligação com a II Obra, resumimos, em seu 1º volume, Comentários, uma série de documentos que, encerrando a I Obra, também abre as portas à segunda. Agora, aqui se explica a gênese desta II Obra. Narrarei, assim, eu mesmo, este primeiro período de minha história brasileira, uma vez que minha vida é conhecida publicamente só até 1951, quando foi escrita.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características